Metá Metá fala sobre MM3: 'Tentamos colocar no disco um pouco do ao vivo'

June 07, 2016

Com nove faixas gravadas em março no Red Bull Studio São Paulo, "MM3" tem influência de sonoridades da África do Norte e arranjos que refletem 'engrenagem' das apresentações ao vivo.

"O processo todo foi tentando colocar no disco essa coisa do ao vivo que conquistamos à medida que fomos fazendo o segundo álbum, 'Metal Metal'", comenta a cantora Juçara Marçal sobre "MM3".

Gravado no Red Bull Studio São Paulo em março deste ano, o terceiro disco do trio paulistano Metá Metá explora sonoridades da África do Norte, de países como Marrocos, Etiópia, Nigéria e Mali, sob a ótica brasileira contemporânea.

Abaixo, Kiko Dinucci, Juçara Marçal e Thiago França falam um pouco sobre o trabalho, comentam as parcerias na composição -- tem músicas feitas com Siba e Rodrigo Campos -- e as influências devido ao momento em que o álbum é gerado.

Nesta sexta-feira (10), eles apresentam "MM3" (que já está disponível online) em show no Circo Voador, no Rio.

Com nove faixas, o disco conta também com Marcelo Cabral no baixo e Sergio Machado na bateria. Foi gravado por Rodrigo Funai e Diego Saints, mixado por Gustavo Lenza (Estúdio Navegantes) e masterizado por Felipe Tichauer (Red Traxx Music).